28 de junho de 2020
0
||||| 0 0 |||||
129

Na despedida do idolo Raffael, M’gladbach vence e está na champions

Tempo de leitura: 2 minutos

Em um jogo que o Borussia foi muito superior, os potros venceram com uma certa tranqüilidade volta a disputar a maior competição do velho continente. A partida também contou com a despedida do ídolo e brasileiro Raffael, que não vai ter o contrato renovado.

Raffael, um dos maiores da história do clube

Raffael que chegou em 2013, vendido pelo Schalke 04, disputou 201 partidas, marcando 71 gols e 35 partidas pelos potros. A participação na temporada foi pequena e nula pelo técnico Marco Rose.

Durante a temporada inteira pela bundesliga, atuou apenas 15 minutos em apenas três partidas e disputou oito jogos durante a temporada contabilizando a Pokal e a liga Europa. Na ultima quinta-feira em suas redes sociais o Borussia informou aos adeptos que não renovaria o contrato que finaliza nos próximos dias.

Sobre a partida, o Borussia entrou em campo precisando de apenas um empate para garantir a classificação para a Champions League, isso se o Bayer Leverkusen não goleasse o Mainz por 9 gols de diferença. A partida mal começou no Borussia Park, já saiu a noticia que o Volland abria o placar para o Leverkusen.

O Borussia começou dominando todas as ações no campo de defesa da equipe do Hertha Berlin, com tanta persistência e um amplo domínio, depois de uma bela jogada de Embolo contra dois defensores, ele cruzou para Jonas Hofmann para abrir o placar.

Mesmo com o resultado os potros continuaram em cima, mas perdendo uma tonelada de gols, com um domínio poderia ter ido para o intervalo com um placar mais elástico.

No segundo tempo continuaram com o mesmo ímpeto, atacando muito e sem sofrer na defesa, mas ainda pecava nas finalizações. Aos 60 minutos, Patrick Herrmann saiu lesionado dando lugar para o Ibrahima Traoré, mas nada mudou o time continuou muito ofensivo e com uma superioridade na partida.

Aos 78 minutos, após um cruzamento rasteiro na área de Jonas Hofmann, Embolo que foi considerado o melhor jogador da partida, chegou de carrinho e fez o 2 a 0 que colocou os potros com os dois pés na fase de grupos da Champions.

Aos 90, o Hertha Berlin teve o seu primeiro e único ataque, que foi o gol do atacante Ibisevic. Com a festa completa e a classificação garantida na Champions, Lars Stindl foi substituído para entrada do Raffael que ainda teve uma chance de fazer o gol para se despedir com chave de ouro.

Final de temporada dos sonhos coroada com ida a Champions

Bénes tomou a bola de Mathew Leckie, pela esquerda, e rolou para o Raffael que estava livre dentro da área. O atacante dominou e bateu no canto, mas Smarsch impediu o gol.

Compartilhe:
Tags:

Sobre Daniel Augusto

Meu nome é Daniel, tenho 25 anos. Analista de desempenho, futuro treinador e estudante.

  • Instagram
  • Email

Comentar