31 de maio de 2020
0
||||| 0 0 |||||
357

O gol sem o grito de seus súditos

Tempo de leitura: 2 minutos

E de uma hora para outra, o mundo parou

Dizem que não há nada mais bonito que um estádio vazio, pois ele parece um templo. Independente da sua religião, o estádio para o torcedor é um local sagrado.

É lá onde ele passa as suas alegrias e tristezas. É lá onde ele sorrir e as vezes também chora, seja de emoção ou de desespero. É lá onde ele pede aos céus aquele gol aos 47 do segundo tempo, e onde ele agradece aquele milagre do arqueiro no último minuto.

Torcedora do Flamengo fazendo sua oração (Foto: Divulgação do CR Flamengo)
Torcedora do Flamengo fazendo sua oração (Foto: Divulgação do CR Flamengo)

E infelizmente estamos tendo essa sensação, sensação essa que é única e agridoce. Dessa vez os estádios estão vazios por algo que vai além do futebol, que ultrapassa as quatro linhas. Depois de uma breve pausa, as grandes ligas mundiais voltam a ativa, para acelerar o coração do torcedor que não pode alentar o seu time de dentro do estádio, mas que terá que acompanha-lo pelas telas das Tvs.

E como anfitriã desse novo modelo, a Bundesliga vem mostrando que só tem uma coisa mais bonita que o estádio vazio, é ele cheio.

Aquela frase batida que “torcida não ganha jogo”, vai ganhando cada vez mais descrença com o passar dos jogos da liga alemã.

Dos 38 jogos realizados até o momento na Bundesliga, os mandantes triunfaram em apenas 8 partidas. Os visitantes arrancaram 16 vitórias.

Lewandowski comemorando mais um gol pelo FC Bayern (Foto: Divulgação FC Bayern)

Essa parada obrigatória só engrandeceu a imagem do torcedor para o clube. A falta dessa peça importante na engrenagem do futebol só enfraquece o produto.

Você consegue imaginar a virada épica do Barcelona sobre o PSG sem o fervor da torcida catalã? Consegue imaginar a reviravolta do Liverpool contra o mesmo Barcelona sem o clima infernal de Anfield?

Messi durante a eliminação do Barcelona em 2019 (Foto: Divulgação Liverpool FC)
Messi durante a eliminação do Barcelona em 2019 (Foto: Divulgação Liverpool FC)

Torcedor, se você quer chegar ao céu, mostre ao seu adversário o inferno das suas arquibancadas.

Ainda não sabemos quando voltaremos a ver o nosso futebol tupiniquim, ainda não é o momento de se pensar nisso por aqui. Enquanto isso, vamos ver as últimas rodadas da Bundesliga, a volta da La Liga e a frenética Premier League. Veremos gigantes incontestáveis contra pequenos fragilizados, sem seu maior aliado, o torcedor.

Um templo em silêncio é bonito, mas prefiro um templo com a barulheira das súplicas e agradecimentos dos seus fiéis.

Compartilhe:
Tags:

Sobre Italo Lima

Cearense e são-paulino desde sempre. Apenas mais um aficionado por futebol.

  • Instagram
  • Email

Comentar