13 de fevereiro de 2020
0
||||| 0 0 |||||
74

Eles falam espanhol e nós, português….

Tempo de leitura: 3 minutos
Arbitragem sulamericana.....foto/divulgação
Arbitragem sulamericana…..foto/divulgação

NOVAMENTE A ARBITRAGEM SULAMERICANA PREJUDICA UM TIME BRASILEIRO E O CORINTHIANS É ELIMINADO DA LIBERTADORES.

Porque é tão comum ver times brasileiros sendo roubados na libertadores?ou ver arbitragens caseiras fora do Brasil? e porque a arbitragem ruim, raramente é para o time brasileiro?

Toda as vezes que um time brasileiro está na libertadores, esses e outros medos sempre se destacam. Isso por que quando vemos arbitragens como no jogo entre Corinthians x Guarani (Paraguai), assusta.. O árbitro Nestor Pintana, que apitou as últimas 3 eliminações do Corinthians na libertadores, conseguiu fazer a coisa que mais incomoda um jogador, não ter critério nenhum. Isso por que em 20 minutos, três corintianos estavam amarelados, enquanto jogadores paraguaios matavam contra-ataques ou cometiam as mesmas faltas que os brasileiros e sequer a falta era marcada.

Expulsão de pedrinho, terceira expulsão de jogadores corinthianos pelo arbitro Pitana (reprodução TV globo).

Como sabemos, times brasileiros não são unidos para nada. Consequentemente como esse caso, todos os adversários vão chamar de “choro”, até acontecer com seu time. A pergunta que fica é: porque sempre com os brasileiros?

Alguns casos vem a mente!

Grêmio x River Plate (2018): O jogador do River fez gol após a bola acertar sua mão, mesmo com VAR, nada foi marcado, assim, mudando completamente o rumo do jogo. Depois no mesmo jogo o VAR é utilizado para marcação de pênalti contra o Grêmio.

São paulo x Atlético nacional (2016): No primeiro jogo, Maycon foi expulso por empurrar Borja, coisa comum em jogos de Libertadores, raramente punidos com algum cartão. Porém, nesse mesmo confronto mas no jogo de volta, uma expulsão polêmica por reclamação de um pênalti claro não marcado a favor dos paulistas. Ressalto uma frase importante dita pelo então presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva:

“vergonhosa e tendenciosa, voltada a não permitir que o São Paulo conseguisse um bom resultado”. Infelizmente essa frase pode ser repetida inúmeras vezes por times brasileiros.

Jogadores do São Paulo reclamando de pênalti claro não marcado pela arbitragem. (Foto: Mauricio Dueñas Castañeda/EFE)
Jogadores do São Paulo reclamando de pênalti claro não marcado pela arbitragem. (Foto: Mauricio Dueñas Castañeda/EFE)

Corinthians x Boca Juniors (2013): Possivelmente o maior assalto em uma Libertadores. O arbitro Carlos Amarilla, conseguiu em apenas um jogo não marcar dois pênaltis claros, não expulsar um zagueiro e anular um gol legal. Escutas telefônicas da época gravaram o então presidente da AFA dizendo “No fim, se saiu bem. Ninguém queria este louco de m…, e o maior reforço que o Boca teve no último ano foi Amarilla”. Mas apesar de todas as suspeitas, nada foi provado e o arbitro seguiu apitando, sem nenhuma punição.

Um raro caso de erros a favor do Brasil também precisa ser destacado!

Flamengo x Emelec (2019): No jogo de volta, o Flamengo precisava contornar os 2×0 sofridos fora de casa, isso com uma arbitragem muito duvidosa, quanto a critérios dentro de campo e um pênalti extremamente duvidoso marcado em Rafinha. Assim foi aberto o placar que ajudou os flamenguistas a levar o jogo para as penalidades.

Com todos esses casos, mais duvidas são levantadas…..

A arbitragem é caseira para o times que mais precisam?

A arbitragem é manipulada pela conmembol para prejudicar times específicos e aumentar as vendas nas fases finais do campeonato?

Dirigentes Conmebol. (Foto- Site Terra)
Dirigentes Conmebol. (Foto Terra)

O maior questionamento, porque times brasileiros não se juntam para brigar contra esses crimes no futebol sulamericano. É preciso que não se revoltem apenas quando seu time é prejudicado; hoje foi o Corinthians, amanhã pode ser o São Paulo e assim vai. Um por um a CONMEBOL vai derrubando, para que estejam os protegidos nas finais da libertadores.

Share this:
Tags:

About Bruno Bet

Bruno Bet

  • Email

Add Comment