13 de fevereiro de 2020
0
||||| 0 0 |||||
114

650 mil motivos para lamentar

Tempo de leitura: 2 minutos

650 mil reais! Esse foi o “prejuízo” avaiano com a eliminação na Copa do Brasil hoje, contra a Ferroviária de São Paulo.

Um 2019 terrível e um 2020 sonhador, afinal com as contratações avaianas nesse inicio de ano, as expectativas eram grandes.

E foi com grande confiança que o Avaí foi até Araraquara para enfrentar a equipe da Ferroviária – que esse ano disputará a quarta divisão nacional.

Contudo, não esperava um final tão indesejado.

Sem conseguir fazer uma boa partida, a equipe catarinense foi eliminada após uma derrota de 2×0 para os donos da casa.

Aliás, donos da casa que embolsaram 650 mil reais com a classificação, dinheiro que já fazia parte “dos balanços” avaiano para esse ano.

Um time sem padrão (com mil possibilidades)

O técnico Augusto Inácio mandou a campo um time novamente com 3 zagueiros. Embora no papel o Avaí era amplo favorito, o técnico pareceu querer jogar no contra-ataque.

Contra-ataque esse, que não funcionou. Em contrapartida, os donos da casa tomavam conta do jogo e levavam perigo ao gol defendido por Frigeri.

O 0x0 no intervalo parecia ser do agrado do Avaí. Só que o acaso, ele te prega peça.

Logo no começo da segunda etapa um pênalti para a equipe da Ferroviária. Tony cobrou para a defesa de Lucas Frigeri.

Não houve nem tempo para os donos da casa lamentarem, visto que, na sequência Henan abriu o placar após rebote de Frigeri.

O que parecia estar controlado pelo Avaí, foi por água abaixo.

Aos 27 minutos, Hygor deu números finais para os donos da casa. Dessa forma estava decretada a vexatória eliminação do Avaí na primeira fase da Copa do Brasil.

Agora resta ao Avaí focar toda as suas energias no estadual e na preparação para o Campeonato Brasileiro da Série B.

Resta aguardar se ainda no comando do português Augusto Inácio.

Foto: Tiago Pavini/Ferroviária-SP

Share this:
Tags:

About Luiz André

Luiz André

  • Website
  • Instagram
  • Email

Add Comment