quarta-feira janeiro 22 2020
9 de janeiro de 2020
0
||||| 0 0 |||||
176

2019 e o futebol catarinense resumido em uma palavra: fracasso

Foto: Olímpio Vasconcelos
Foto: Olímpio Vasconcelos

A palavra fracasso tem o seguinte significado em nossos dicionários: “falta de êxito; malogro; derrota” e talvez não tenha uma palavra que exemplifique melhor o ano de 2019 do futebol catarinense, se não a de um grande fracasso.

Houve sim, um time que fez bonito a sua parte no âmbito nacional: o Brusque, do alto vale catarinense, conquistou com maestria a Série D do campeonato brasileiro em uma boa campanha nessa competição.

Na Série A, Avaí e Chapecoense asseguraram as duas últimas posições da competição – com o Avaí conseguindo uma campanha beirando o ridículo, com apenas 3 vitórias em 38 rodadas e o rebaixamento “conquistado” com 6 rodadas de antecedência.

O W.O. da parceria

Na Série B, Figueirense viveu um verdadeiro calvário – com atraso de salários, derrotas seguidas, troca de treinadores, que originaram um vergonhoso (mas naquele momento, necessário) W.O na partida contra o Cuiabá fora de casa. Ao final do campeonato, o clube conseguiu se salvar do rebaixamento por apenas 2 pontos, apesar dos pesares.

Mesma sorte não teve o Criciúma. Com uma campanha que conseguiu conquistar menos pontos do que o Figueirense que ficou mais de uma dezena de rodadas sem uma vitória, o Tigre foi rebaixado para a terceira divisão nacional com a vice-lanterna.

2019 para esquecer / 2020 para reerguer

Com um ano de 2019 desastroso, é difícil acreditar que o futebol catarinense consiga ter uma campanha pior em 2020.

Resta aos dirigentes aprender com os erros cometidos nesse ano e trabalhar para que eles jamais se repitam. Que os times tenham o mesmo desempenho do Brusque, alcançando o objetivo do acesso em suas respectivas divisões.

Foto de capa: Olímpio Vasconcelos

Share this:

About Luiz André

Luiz André

  • Email

Add Comment